19/07/2018

Não é só pelos R$ 20 bilhões

Não é só pelos R$ 20 bilhões

Passados quase três anos da tragédia de Mariana – quando o rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Samarco assassinou 19 pessoas e 700 km do ecossistema do Rio Doce -, um novo acordo foi firmado no mês passado. Envolve a mineradora, ministérios públicos, defensorias e governos de Minas Gerais e do Espírito Santo. O acordo propõe recalcular uma ação pública contra a Samarco no valor de R$ 20 bilhões, além de suspender outra de R$ 155 bilhões por dois anos. Em contrapartida, prevê que as pessoas atingidas pelo rompimento terão direito a duas das nove cadeiras do Conselho Curador da Fundação Renova, criada para indenizar e reparar os danos (as mineradoras têm seis cadeiras). Os atingidos criticam a negociação.

Quer saber mais?
O Globo produziu um vídeo sobre os três anos da tragédia

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais.