26/02/2019

Juventude bolsonarista

Juventude bolsonarista

A lógica bolsonarista de decidir e voltar atrás começa a se espalhar pelo andar de baixo. Ontem o Ministério da Educação enviou uma mensagem para as escolas públicas pedindo que alunos, professores e funcionários passassem a fazer forma para cantar o hino nacional – e mais, que as cenas fossem gravadas e enviadas para a Secretaria de Comunicação. O comunicado também pedia que os alunos fossem apresentados a uma mensagem do ministro Ricardo Vélez Rodriguez, que assim dizia: “Brasileiros! Vamos saudar o Brasil dos novos tempos e celebrar a educação responsável e de qualidade a ser desenvolvida na nossa escola pelos professores, em benefício de vocês, alunos, que constituem a nova geração. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!”. Vélez Rodriguez só esqueceu de dois problemas: 1. O slogan de uma campanha não pode se confundir com o slogan de um governo; Bolsonaro preside um país, não um grupo de WhatsApp; 2. Filmar menores de idade sem o consentimento dos responsáveis é ilegal. Hoje pela manhã, foi obrigado a recuar.

Quer saber mais?
Vem crescendo no Brasil o número de escolas militarizadas

Quer rir da desgraça?
José de Abreu se auto proclamou presidente da República, e colheu os louros pelo recuo do MEC

Quer se manifestar?
Questione o ministro Vélez Rodriguez
https://twitter.com/ricardovelez

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais.