Duas cores, duas medidass

11/12/2018
_____

Parece, e é

Diz o ditado que o diabo mora nos detalhes. Já o racismo mora nas entrelinhas. A Pública fez um levantamento com mais de 20 mil sentenças da Justiça de São Paulo, todas em primeira instância. Descobriu que a quantidade de pessoas negras condenadas é 35% maior que a de brancas. Só que, de acordo com o IBGE, a população que se declara parda ou negra no Brasil é apenas 12% maior que a população branca. A desproporção decorre, em parte, da Lei de Drogas, que não deixa clara a quantidade de substância portada que separa o traficante do consumidor. Resultado: muita gente – a maior parte negra – que poderia ser fichada como usuária acaba presa como traficante.  

Quer saber mais?

O STF está julgando um processo que pode descriminalizar o porte de drogas para consumo

Quer se manifestar?

Faça pressão para que o presidente da Corte paute a discussão

gabmtoffoli@stf.jus.br

A união faz a força

Os caminhos da cidadania no Brasil são complicados. Toda mulher conhece seus direitos? Sabe como reivindicar proteção legal? A União de Mulheres de São Paulo organiza um curso, há mais de 20 anos, para ensinar detalhes a respeito da constituição, da Lei Maria da Penha, da legislação trabalhista e do sistema internacional de direitos humanos. A ideia é que uma vez formadas, as ex-alunas – que já são mais de 5 mil – passem a difundir esse conhecimento, acolhendo outras mulheres em situação vulnerável. O curso ocorre aos sábados, ao longo de dez meses, na Câmara Municipal de São Paulo (as inscrições para 2019 já estão esgotadas).

Quer saber mais?

O Politize tem um guia introdutório sobre os seus direitos e deveres como cidadão

Sinais… Tristes sinais

Dois líderes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra foram assassinados a tiros, no sábado, na cidade de Alhandra, Paraíba. Um deles, José Bernardo da Silva, teve o mesmo destino que seu irmão, Odilon, morto em 2009. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, escreveu uma nota de solidariedade a Osvaldo Bernardo, um terceiro irmão da família: “A dois dias da comemoração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, mais um irmão de Osvaldo é assassinado, fato que preocupa diante do contexto sombrio de violência contra os movimentos sociais”. A carta vem em boa hora, dada a recente eleição de um presidente que prometeu acabar com “todos os ativismos” – e a nomeação, mais recente ainda, de um ministro do Meio Ambiente que pareceu querer usar balas de fuzil para lidar com o MST.

Quer saber mais?

O Brasil é recordista em assassinatos no campo

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais.